Os subterrâneos de Montreal – Sedimentação e Des-foques
Luiz Guilherme Melo

“ Sedimentação é o que poderia melhor definir essas fotos. A cidade, o
concreto e o metrô. As pessoas são agregados que eventualmente se juntam
à massa.”

Existe uma conexão e interação interessante com a câmera digital, seus desfoques e o ato de perambular. É como se eu incorporasse “uma câmera digital ambulante ultra-sensível à vibração e ao concreto urbano!”

“À partir do momento que admitimos que tudo já foi feito, e que não existe
nada de novo e original, cria-se a possibilidade de fazer um trabalho
fotográfico sincero, enquanto que essa idéia é completamente excluída do
trabalho (e do método) científico.”

“ Eu me desvinculo das fotos após tirá-las. Me recuso a todo e qualquer tipo
de adoração ou culto.”

Luiz Guilherme Melo reside atualmente em Montreal, onde trabalha como
pesquisador em física de materiais. Em fotografia e cinema, se interessa
pelas obras de nomes como Jean-Loup Sieff e Orson Welles.
Usa a fotografia como veículo para explorar a nuance entre sinceridade e
originalidade. E-mail: [luiz.melo_arroba_polymtl.ca]